Au Pair,

10 Days Left: The Goodbye Party.

07:55:00 Fernanda Gumz 0 Comments

Há um ano, ou um pouco mais talvez, eu escrevia uma carta para Deus. Na carta, agradecia primeiramente por tudo que já havia conquistado até então, e agradecia também por tudo o que estava por vir. Um intercâmbio que a princípio me assustava um pouquinho, mas ainda assim, não tirava o brilho dos meus olhos por querer saber o que ainda estava por vir ou melhor ver. Além de agradecer, eu pedi. Pedi para que continuasse protegendo minha família no Brasil, que os iluminassem enquanto eu tivesse fora, e para sempre. Queria voltar para casa, e ver todos eles juntos, assim como quando eu os deixei no aeroporto, foi uma partida difícil, mas ainda assim eu estava com um sorriso no rosto, e meus olhos brilhando querendo saber o que estava por vir. Pedi mais uma coisa na carta, que era uma das que mais me assustavam no momento, pedi que Deus me desse uma Host Family que me respeitasse, me entendessem, tivessem paciência comigo, que fossem legais, que eu desse conta do meu trabalho e que conseguisse cuidar das crianças como se fossem meus filhos, pois devemos dar próximo o que queremos receber. 
O tempo passou, o ano passou, e eu meio que tinha esquecido dessa carta, arrumando as minhas malas, no meio daquela bagunça, eu encontrei a carta, foi impossível não chorar. Relendo-a me dei conta que Deu não havia me dado o que eu pedi, ele havia me dado muito mais. Minha família, não está me esperando do mesmo jeito que eu os deixei, eles estão ainda melhor, meus pais aprenderam a lidar com a distância, cresceram e aprenderam que filho cresce também, e estão lidando com isso de uma forma espetacular, vivendo a vida a dois novamente, algo que não acontecia há 23 anos. Meu irmão cresceu, amadureceu, passou em uma Universidade magnífica (UFSC) e está cursando o que gosta, tirou a carteira, e cresceu ainda mais de tamanho, em todos os sentidos lados (hahhahahahha). Eu não ganhei uma HF aqui nos EUA, eu ganhei uma segunda família. Neles encontrei irmãos,  sobrinhos, filhos, amizade e um carinho enorme, encontrei amor, um amor que eu não sabia/conhecia até então. 
Toda vez que eu saia de casa meu Host Dad dizia, "se cuida", "juízo", "divirta-se". Ou então minha Host Mom "pega blusa, está frio", "coloca protetor solar, está muito quente", "pegou sua chave?", "divirta-se". Isso quando não era os dois juntos "imagina, que taxi o que eu te levo", ou ainda "capaz mesmo, pagamos o seu taxi". Quero ver alguém dizer que isso não é fazer parte da família. 
Ontem, foi minha festa de despedida, e foi linda. Meu host dad deixou de trabalhar na sexta para preparar tudo, comida etc. No sábado eu tive cluster meeting e quando era umas 5h ele estava arrumando tudo, ofereci ajuda e ele disse, "claro que não, é a sua festa, você não se preocupa com nada, só aproveita". Tinha balões por toda casa. A vizinhança foi chegando. Minhas amigas, as mais próximas foram chegando, comemos, bebemos, conversamos, nos divertimos. 
Tinha um bolo delicioso e comidinhas super delicinhas e Americanas. Agora me diz, porque mais que isso?
Essa é a primeira vez que disponibilizo a foto de todos aqui. Se alguém tiver algo contra ou sei lá me fala que eu tiro a foto. Mas por favor, let them stay, são todos muito importantes para mim. 
Tinha balão até nos banheiros haha



Boa sorte Fernanda, nós sentiremos a sua falta. 


Essa Host Family, foi muito mais do que eu esperava, e muito mais do que eu pedi a Deus.
Muito obrigada por tudo mais uma vez.
Agradeço também as meninas que vieram, a presença de cada um foi muito importante para mim. Um Beijo e até next weekend ;**

You Might Also Like

0 comentários: